Meio ambiente

Mapa atualizado mostra que Alagoas tem 50 pontos atingidos por óleo

A última aparição de óleo no litoral alagoano ocorreu no domingo, 03, na Praia de Japaratinga

06/11/2019 07h30
Por: Rafael Sobral
Fonte: TNH1
Imagem: Arquivo IMA
Imagem: Arquivo IMA

O mapa que registra as áreas com locais atingidos por óleo no Nordeste brasileiro foi atualizado nessa segunda-feira, 04, e mostrou que Alagoas aparece com 50 pontos marcados, sendo três com manchas, 30 com vestígios esparsos e 17 sem manchas aparentes na última verificação.

Segundo os dados, as áreas consideradas com manchas têm mais de 10% de contaminação. Já os locais com vestígios esparsos mostram que o ponto tem até 10% da contaminação por petróleo cru. Já os lugares sem manchas querem dizer que a praia está limpa.

A última aparição de óleo no litoral alagoano ocorreu no domingo, 03, na Praia de Japaratinga. Até ontem, os mutirões realizados para a limpeza das localidades resultaram na “despoluição” de três pontos do litoral alagoano. Foram eles: Praia do Pontal do Peba, em Piaçabuçu, e nas praias de Coruripe e Feliz Deserto.

O IMA reforçou que há um trecho entre as cidades de Paripueira e Barra de Santo Antônio que ainda aparece com manchas no mapa, porém já não apresentariam manchas significativas. 

Nesta terça-feira, 05, as equipes voltadas para a descontaminação das praias estiveram em Maragogi, nas praias de Barra Grande e São Bento, em Japaratinga, nas praias do Centro/Salgado, Boqueirão, e Bica/Bitingui, e em praias da Barra de São Miguel, de Coruripe, e de Feliz Deserto.

Em Maragogi a ação contou com trabalhadores organizados pelo IMA, enquanto em Japaratinga a operação que combate o petróleo teve a presença da Marinha, do Exército e do IMA. Na cidade de Barra de São Miguel, a Marinha, o Exército, e o IMA também participaram da retirada do óleo. Coruripe contou com o apoio do Exército e Feliz Deserto com Marinha e também Exército.

O IMA também divulgou que segue com monitoramento nos estuários: Rio Coruripe (INAM e CDA), Rio Salgado (Ibama) e Rio Manguaba (ICMBio e Ibama).

Para esta quarta-feira, 06, brigadistas do Ibama devem reforçar a operação na região dos estuários e rios. O serviço também pode ter a contribuição do Batalhão de Polícia Ambiental (BPA).

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários