Saúde

Saúde diz que vacina faltou onde público não prioritário foi atendido

Estados e municípios devem seguir dinâmica de vacinação, alerta MS

25/03/2020 14h49
Por: Rafael Sobral
Fonte: Agência Brasil
Assessoria/divulgação
Assessoria/divulgação

O Ministério da Saúde informou que a falta da vacina contra gripe ocorrida em algumas localidades deve-se ao fato de a imunização ter sido feita “além do público prioritário”. Segundo a pasta, todos os estados foram abastecidos para dar início à campanha, que tem o objetivo de vacinar pelo menos 90% de cada um dos grupos prioritários até o dia 22 de maio.

De um total de 75 milhões de doses de vacina adquiridas pelo ministério, 16,5 milhões foram enviados às unidades federativas para o atendimento de aproximadamente 25 milhões de pessoas, entre idosos e profissionais de saúde. A expectativa é de que, até o final da primeira fase, mais 33 milhões de doses sejam enviadas aos estados.

 “Alguns municípios estão vacinando para além do público prioritário. Por isso, o Ministério da Saúde alerta sobre a importância de que estados e municípios sigam a dinâmica de vacinação, dividida por fases e públicos prioritários, estabelecida pelo Ministério da Saúde, para evitar o desabastecimento”, informou por meio de nota a pasta.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários