Sábado, 11 de Julho de 2020 20:23
19 9 8882-5790
Dólar comercial R$ 5,32 -0.374%
Euro R$ 6,01 -0.33%
Peso Argentino R$ 0,08 -0.53%
Bitcoin R$ 52.076,97 +0.112%
Bovespa 100.031,83 pontos +0.88%
Economia Trabalho Perdido

Quase 130 mil trabalhadores alagoanos perderam a remuneração em maio, diz IBGE

Resultado foi provocado pela pandemia do novo coronavírus; 68 mil pessoas exercem as atividades no regime de teletrabalho

24/06/2020 23h58 Atualizada há 2 semanas
Por: Victor Santana Fonte: Gazeta Web
Ilustração
Ilustração

Em torno de 129 mil alagoanos deixaram de receber o salário mensal devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19), de acordo os dados da PNAD Covid, que foram divulgados nesta quarta-feira (24), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Em maio, 965 mil pessoas estavam ocupadas no Estado, correspondendo a 37,3% do total. Delas, 25 mil estavam na informalidade (43,8%). Ainda conforme os números, 255 mil alagoanos foram afastados do emprego no mesmo mês. Outras 68 mil começaram a trabalhar no regime de teletrabalho. 

Já a taxa de desocupação chegou a quase 13%, correspondendo ao quarto índice mais alto do Brasil. Alagoas perde apenas para o Acre (12,8%), Bahia (14,2%) e Amapá (15,8%). 

O IBGE também divulgou que 57,1% dos 965 mil domicílios alagoanos estão recebendo o auxílio emergencial do governo federal. É a quarta maior taxa do País, atrás apenas do Amapá, que aparece em primeiro lugar do ranking, com 61,8% das residências.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.