Quinta, 13 de Agosto de 2020 01:44
19 9 8882-5790
Coronavirus Decreto municipal

Prefeita Fernanda Cavalcanti anuncia reabertura de igrejas em São Luís do Quitunde

Templos poderão ter ocupação máxima de 30% da capacidade

10/07/2020 13h38
Por: Rafael Sobral Fonte: Sete Segundos
Assessoria
Assessoria

A prefeita de São Luís do Quitunde, Fernanda Cavalcanti (MDB), anunciou na tarde desta quinta-feira (9) que assinou um decreto autorizando a reabertura de templos, igrejas e demais instituições religiosas, de qualquer doutrina, fé ou credo no município do Norte de Alagoas. As instituições poderão ter ocupação máxima de 30% de capacidade.

O decreto municipal número 011/2020 vai ser publicado no Diário Oficial dos Municípios (DOM) desta sexta-feira (10). Os templos e igrejas estavam fechados desde março desse ano por conta da pandemia do novo coronavírus.

A gestora gravou um vídeo informando sobre a decisão. “Boa tarde a todos! Quero informar a vocês que hoje eu assinei o decreto autorizando a abertura de templos e igrejas aqui do nosso município de São Luís do Quitunde. Nesse primeiro momento com apenas 30% da sua capacidade. Para isso, é preciso também que as medidas de prevenção contra o coronavírus sejam respeitadas: com distanciamento mínimo de dois metros, deixar a disposição dos fieis álcool em gel ou álcool 70%, que também deverão estar usando máscaras e manter de forma regular a higienização de todo o ambiente e equipamento de contato”, informou.

Fernando Cavalcanti disse que tomou a decisão baseada com técnicos da Secretaria Municipal de Saúde. “Para tomar essa decisão eu me reuni com a minha equipe da Secretaria de Saúde e em virtude da diminuição dos casos de pessoas infectadas aqui no nosso município conseguimos dar esse passo muito importante e positivo. Vamos continuar nos prevenindo e salvando vidas”, finalizou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.