Terça, 11 de Agosto de 2020 00:23
19 9 8882-5790
Coronavirus Novo Decreto

Maceió avança para fase amarela; Municípios da região norte avança para fase laranja

O novo decreto trouxe flexibilização para a capital

14/07/2020 19h24
Por: Redação Alagoas Notícias
Foto: Arquivo
Foto: Arquivo

O governo de Alagoas divulgou nesta terça-feira (14), um novo decreto de emergência com medidas de isolamento social para Alagoas. O novo decreto trás flexibilização para Maceió e municípios do litoral, região metropolitana e região norte do estado.

As mudanças do decreto seguem as diretrizes da Matriz de Risco, que norteia a reabertura gradativa dos setores produtivos do estado em cinco fases, classificadas em cores.

Maceió, avança da fase Laranja para a fase Amarela, e os municípios da região norte e metropolitana avançam para a Laranja. Os demais municípios permanecem na fase vermelha.

Os municípios que foram para a fase Laranja são:

•Paripueira

•Barra de Santo Antônio

•Barra de São Miguel

•Coqueiro Seco

•Flexeiras

•Marechal Deodoro

•Messias

•Pilar

•Rio Largo

•Satuba

•Santa Luzia do Norte

•São Luís do Quitunde

•Jacuípe

•Japaratinga

•Maragogi

•Matriz do Camaragibe

•Passo de Camaragibe

•Porto Calvo

•Porto de Pedras

•São Miguel dos Milagres.

O anúncio foi feito pelo governador Renan Filho, em entrevista coletiva online, com participação do secretário de Saúde do estado Alexandre Ayres, e o secretário de Estado do Planejamento, Gestão e Patrimônio Fabrício Marques Santos.

 

A fase Laranja permite:

todos os setores autorizados na Fase Vermelha;

lojas ou estabelecimentos de rua com até 400 m² (quatrocentos metros quadrados);

salões de beleza e barbearias;

templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 30% (trinta por cento de sua capacidade).

 

A fase amarela permite:

todos os setores autorizados nas Fases Vermelha e Laranja;

lojas ou estabelecimentos de rua acima de 400 m² (quatrocentos metros quadrados);

shoppings centers, galerias, centros comerciais e estabelecimentos congêneres;

templos, igrejas e demais instituições religiosas, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade;

bares e restaurantes, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade;

transporte intermunicipal e turístico, funcionando com 50% (cinquenta por cento) de sua capacidade.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.